MP vai apurar conduta de promotores que abriram ações contra candidatos

01:05 Geral, Notícias 14/09/2018 - 20h19 Brasília Embed

Victor Ribeiro

A Corregedoria Nacional do Ministério Público confirmou a abertura de um processo de apuração da conduta de promotores dos ministérios públicos de São Paulo, do Paraná e também o Federal. Essa apuração vai investigar se denúncias feitas recentemente teriam como objetivo influenciar as eleições.


O pedido foi feito pelo conselheiro nacional do Ministério Público Luiz Fernando Bandeira de Mello. Ele destacou os inquéritos abertos nos últimos dias contra os candidatos à presidência Fernando Haddad, do PT, e Geraldo Alckmin, do PSDB, além da prisão do ex-governador do Paraná, Beto Richa, do PSDB, que é candidato ao Senado.


Os supostos atos ilícitos teriam ocorrido de 2012 a 2014, mas somente agora o Ministério Público apresentou ações contra os candidatos. O conselheiro pediu que a corregedoria investigue os atos relativos a essas denúncias, nos últimos 24 meses. Bandeira de Mello quer saber se os processos foram acelerados ou retardados para serem apresentadas durante a campanha e, assim, gerar impacto eleitoral.