PF deflagra operação para combater lavagem de ouro de origem clandestina no Pará

01:20 Geral, Notícias 26/09/2018 - 15h16 Brasília (DF) Embed

Maíra Heinen

Já foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Itaituba no Pará e em São Paulo, dentro da Operação Levigação.

 

A Justiça Federal também determinou o bloqueio total de bens de alguns investigados. O valor total chegou a R$ 187 milhões.

 

Duas empresas tiveram as atividades suspensas por atuação ilegal de compra e venda de ouro sem autorização do Banco Central.

 

As investigações da PF apontaram uma intensa movimentação de ouro, por parte de empresas, de compra e venda do minério, na cidade de Itaituba.

 

O minério teria sido extraído ilegalmente de garimpos clandestinos e “esquentado” pelos estabelecimentos com expedição de notas fiscais com dados falsos.

 

A Polícia Federal acredita que grande parte desse ouro seja proveniente da Bacia do Rio Tapajós, prática que tem provocado grande impacto ambiental à região.

 

Laudo pericial finalizado recentemente pela Polícia Federal aponta que o Rio Tapajós tem recebido, anualmente, o despejo do quantitativo total de sete milhões de toneladas de lama procedente dessa atividade ilegal.

 

Os suspeitos estão sendo investigados pela prática dos crimes de usurpação de bens da União, funcionamento ilegal de instituição financeira e lavagem de ativos.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique