Prefeito de Calçoene no Amapá está entre os 40 investigados pela Operação Sangria

01:00 Geral, Notícias 24/09/2018 - 20h44 Brasília Embed

Victor Ribeiro

O Gaeco, Grupo de Atuação Especial para Repressão ao Crime Organizado, do Ministério Público do Amapá, deflagrou nessa segunda-feira a Operação Sangria.


A ação cumpriu 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Macapá, Calçoene e Vitória do Jari.


Entre os quarenta investigados estão secretários municipais, servidores públicos, empresários e o prefeito de Calçoene, Jones Cavalcante, do PPS.

 

Eles são suspeitos de integrar uma organização criminosa que atua em Calçoene e Vitória do Jari, e pratica fraude e direcionamento de licitações, lavagem de dinheiro, peculato e formação de quadrilha.

 

As fraudes ocorriam, principalmente, nas secretarias municipais de Saúde e Educação.


O valor desviado dos cofres públicos pode chegar a 10 milhões de reais.


Procuramos as prefeituras de Calçoene e Vitória do Jari, mas ninguém atendeu às ligações.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique