Conselho do MP abre processo disciplinar contra procuradora que pediu intervenção militar no STF

01:05 Geral, Notícias 24/10/2018 - 11h00 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovou, por unanimidade, a abertura de um processo administrativo disciplinar contra a procuradora de Justiça de Minas Gerais Camila Fátima Teixeira.

 

A procuradora pediu, em uma postagem na internet, que generais deixem as redes sociais e posicionem militares em torno do Supremo Tribunal Federal (STF) até que Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli entreguem as togas. A procuradora do estado também pede que os militares, por meio de uma intervenção, explodam o STF e o Congresso.

 

De acordo com o processo, a servidora pública, em tese, incita atos de coação e violência e teria deixado de manter a conduta ilibada, zelar pelo prestígio da Justiça e pela dignidade das próprias funções. A procuradora também vai responder por pedir que generais tomem providências em relação ao ministro do Supremo Marco Aurélio.

 

O conselheiro do Ministério Público Leonardo Accioly é o relator do processo. São 90 dias para concluir o caso, podendo prorrogar por mais 90 dias.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique