Entidades de defesa do consumidor pedem mudança nos rótulos de embalagens de alimentos

02:03 Geral, Notícias 20/10/2018 - 16h00 São Paulo Embed

Nelson Lin

A Associação Nacional do Ministério Público do Consumidor emitiu nota pedindo a atualização de normas de rotulagem de alimentos.

 

Segundo a entidade, o sobrepeso já atinge 20% da população brasileira e, para reverter esse quadro, é importante fazer alertas aos consumidores sobre a composição dos alimentos industrializados ricos em açúcar, gordura e sal, além de estimular a adoção de uma dieta rica em alimentos frescos e nutritivos e reforçar a educação nutricional.

 


Para a associação, atualizar as normas de rotulagem é uma medida que pode contribuir para aprimorar os hábitos alimentares dos brasileiros.

 


A entidade usou como argumento conclusão de pesquisa feita pelo Ibope em 2017, que apontou: 79% dos brasileiros não conseguem entender ou só compreendem parcialmente as informações dos rótulos dos alimentos.

 


E acrescenta: estudo da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, feito em maio deste ano, concluiu que a atual legislação de rotulagem não é suficiente para esclarecer o consumidor.

 


Ana Paula Borboletto, líder do programa de alimentos do IDEC, Instituto de Defesa do Consumidor, entidade que também defende uma nova regulação das embalagens de alimentos, descreve como deveria ser um rótulo de alimento industrializado.

 


O IDEC tem uma campanha de abaixo-assinado pedindo à Anvisa a mudança da composição dos rótulos de embalagens.

 


O abaixo-assinado pode ser consultado no site idec.org.br/campanha/rotulagem