Jungmann anuncia liberação de recursos para centro de inteligência e novos presídios no Ceará

01:53 Geral, Notícias 18/10/2018 - 19h55 Fortaleza Embed

Edwirges Nogueira, da Agência Brasil

O primeiro Centro Integrado de Inteligência e Controle para o Combate ao Crime Organizado do Brasil, que ficará no Ceará, deverá iniciar sua operação em 2019, a partir da liberação de recursos federais, ainda este ano. O anúncio foi feito pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann nesta quarta-feira.

 

São previstos  R$ 2 milhões em recursos da União para equipar o centro de inteligência. O Governo do Ceará vai ceder um prédio público para instalação da unidade. Para o governador Camilo Santana, essa é uma importante medida para combater organizações criminosas.

 

A unidade do Ceará será a primeira de um total de cinco centros regionais de inteligência, que contarão, segundo o ministro Raul Jungmann, com representantes das polícias do Nordeste, das Polícias Federal e Rodoviária, da Agência Brasileira de Inteligência, e da Secretaria Nacional de Segurança Pública. Eles serão interligados com o Centro Nacional Integrado de Inteligência, Comando e Controle, que ficará em Brasília.

 

O anúncio da criação do centro de inteligência foi feito no ano passado, após conflitos atribuídos às facções no estado. Junto à verba para o centro regional, o Ministério da Segurança Pública também deve liberar recursos para a construção de dois presídios no Ceará. Atualmente, o estado possui uma carência de quase doze mil vagas no sistema penitenciário.