Jungmann diz que uso de atiradores proposto por Witzel não está na lei

02:38 Geral, Notícias 31/10/2018 - 16h22 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta quarta-feira que a proposta do governador eleito no Rio, Wilson Witzel, do PSC, de usar atiradores de elite contra criminosos é ilegal. O plano de utilizar snipers em operações nas favelas, com policiais orientados a atirar em pessoas  portando fuzis, segundo o ministro, dependeria de mudança na legislação.

 

Já sobre a intenção de Witzel de estender no estado o decreto de Garantia da Lei e da Ordem por mais dez meses, Jungmann disse que o assunto precisa ser debatido com o presidente eleito e o futuro ministro da Defesa. As afirmações foram feitas após reunião com Conselho de Segurança da Firjan e a diretora de investimento do BNDES, Eliane Lustosa.

 

Após o encontro, em entrevista à imprensa, o ministro disse que ficou acertada a utilização de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações no combate ao crime organizado. Uma parte dos  R$ 19 bilhões que constam no fundo deve ser usada para o aprimoramento tecnológico das forças de segurança.

 

Wilson Witzel compareceu à reunião, mas saiu sem falar com a imprensa. Por nota, o governador eleito afirmou que seu programa de segurança pública considera o confronto como última alternativa, "mas caso seja necessário, o policial terá respaldo do governo do estado".

 

Segundo o texto, Witzel pretende abrir vias em comunidades para que forças de segurança e serviços possam chegar e treinar as polícias para “operações cirúrgicas” contra o crime organizado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique