Protesto na Venezuela deixa moradores de Pacaraima sem gasolina

01:37 Geral, Notícias 19/10/2018 - 11h29 Brasília Embed

Renata Martins

Sem posto de combustível na cidade, moradores de Paracaraima (RR) ficam sem gasolina por causa de protesto na Venezuela.

 

O município fica na fronteira com Santa Elena de Uairén e é na cidade venezuelana que os moradores de Pacaraima abastecem os veículos.

 

A reportagem da Rádio Nacional conversou com o prefeito de Pacaraima, Juliano Torquato. Ele afirma que há cerca de dez dias o posto venezuelano ficou sem combustível por causa de um protesto de indígenas do país vizinho, que bloqueiam estadas na Venezuela contra garimpos no país.

 

A ação impede a chegada da gasolina e outros produtos até a fronteira.

 

Ainda de acordo com Juliano, os serviços públicos da prefeitura não foram afetados porque o posto conveniado que abastece os veículos do município fica na capital Boa Vista.

 

Segundo o prefeito é a população que mais sente o impacto.

 

O site de notícias G1 divulgou imagens do comércio clandestino de combustível. No meio da rua, pessoas vendem o litro de gasolina por até R$ 15.

 

A reportagem da Rádio Nacional procurou a Agência Nacional de Petróleo (ANP) para saber se tem conhecimento da venda clandestina de combustível em Pacaraima e se adota alguma providência.

 

Consultamos ainda o motivo de não haver posto de combustível na cidade.

 

Até o fechamento desta reportagem a ANP não respondeu.