Taxa de fecundidade do Brasil caiu e se aproxima de taxas europeias

01:56 Geral, Notícias 17/10/2018 - 15h08 Brasília Embed

Graziele Bezerra

As famílias numerosas do passado estão dando lugar a núcleos cada vez menores, e até sem filhos, no Brasil.


 
A taxa de fecundidade no país, que era de 6,16 em 1940, atingiu 1,87 em 2010 e pode cair ainda mais, segundo relatório Situação da População Mundial, divulgado pela ONU.


 
A coordenadora do programa do Fundo de Populações das Nações Unidas, Tais de Freitas, explica que o declínio da fecundidade começou a ser percebido na década de 1960. De lá pra cá, aumentou o poder de escolha da mulher em ter, ou não filhos. Mas outros aspectos também influenciam esse cenário.


 
A servidora pública, Célia Negrão, de 36 anos, usou seu poder de escolha. Teve uma filha aos 23 e decidiu não aumentar a prole. Situação bem diferente de outras mulheres da família. A mãe dela, teve 3 filhos. A avó, teve 16.


 
A Taxa de fecundidade do Brasil se aproxima das taxas europeias, que estão entre 1,6 e 1,7. Enquanto a taxa média da América Latina é de 2,5.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique