Desmatamento na Amazônia cresceu 13% em um ano e área devastada é a maior na década

02:23 Geral, Notícias 25/11/2018 - 14h06 Brasília Embed

Lucas Pordeus Leon

Os ministérios do Meio ambiente e da Ciência e Tecnologia divulgaram os dados de satélites que medem o desmatamento na região da Amazônia Legal, que engloba todos os estados do Norte mais Maranhão e Mato Grosso.

 

Foi registrado, entre agosto de 2017 e julho de 2018, um aumento de 13,7% da área desmatada na Amazônia em relação ao período anterior.

 

Isto significa que 7 mil e 900 quilômetros quadrados de floresta foram destruídos. Esta é a maior área registrada desde 2008.

 

Para se ter uma ideia, o espaço desmatado em um ano representa mais de cinco vezes o tamanho do município de São Paulo. De acordo com o pesquisador do IPAM, o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, Paulo Moutinho, o dado indica uma reversão na tendência de queda se observada desde 2005.

 

Paulo Moutinho argumenta que o desmatamento altera o clima da região e de todo o país. Ele acredita que o aumento é resultado também do ambiente político.

 

Os estados que mais desmataram foram Pará, Mato Grosso, Rondônia e Amazonas. Apesar do aumento, o ministério do Meio Ambiente ressalta que o número é 72% menor do que a taxa de 2004, quando o governo federal iniciou o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia.

 


 A medição é feita pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais que usa imagens de satélites e registra as áreas em que a cobertura florestal foi completamente removida em mais de 6 hectares, independente da finalidade.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique