Grupos culturais embalam comemorações do Dia da Consciência Negra no Rio

03:30 Geral, Notícias 20/11/2018 - 15h11 Rio de Janeiro Embed

Raquel Júnia

O Afoxé Filhos de Gandhi foi um dos grupos culturais que embalaram as comemorações e homenagens do dia da Consciência Negra no Rio.


Em frente ao monumento a Zumbi dos Palmares, localizado na Avenida Presidente Vargas, uma das principais do centro da cidade, movimentos, praticantes de diversas religiões e populares depositaram flores e fizeram falas sobre a necessidade de enfrentar o racismo e promover uma cultura de paz

 

Ya Regina Gandhi, diretora de produção do Afoxé Filhos de Gandhi, destaca que a data reforça a liberdade de todos os povos.

 

Ajayô, paz na língua africana iorubá, é o que reivindica também a União das Negras e Negros pela Igualdade Racial, a Unegro.

 

Claudia Vitalino, da Unegro, e também da Comissão Estadual da Verdade da Escravidão Negra do Estado do Rio de Janeiro, aponta que essa busca pela paz precisa implicar políticas públicas de enfrentamento às marcas da escravidão.

 

Perto da Estátua em homenagem à Zumbi, morava tia Ciata, matriarca negra, ícone do samba, que abriu a sua casa para sambistas quando o ritmo era proibido no Rio.

 

De lá, neste dia da Consciência Negra, saiu também um cortejo com batucada atrás de uma escultura de cinco metros de tia Ciata. Gracy Mary Moreira, bisneta da matriarca, acompanhou o cortejo.

 

Diversos participantes das homenagens reclamaram da falta de estrutura da Prefeitura do Rio no Monumento à Zumbi.

 

Segundo os grupos presentes, em outros anos houve a montagem de banheiros químicos e estrutura de som, por exemplo, este ano, havia apenas uma tenda e viaturas da guarda municipal e polícia militar no entorno. Os discursos tiveram que ser feitos sem microfone. A prefeitura foi questionada mas não respondeu até o fechamento desta reportagem.


 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique