PF deflagra operação relacionada a inquérito que investiga Romero Jucá

01:26 Geral, Notícias 08/11/2018 - 15h02 Brasília Embed

Lucas Pordeus Leon

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira a operação Armistício, que cumpriu 9 mandados de busca e apreensão no estado de São Paulo.

 

As medidas foram autorizadas pelo ministro do Supremo, Edson Fachin, a pedido da procuradora-geral, Raquel Dogde.  As buscas foram referentes ao inquérito aberto para investigar o senador de Roraima, Romero Jucá, presidente do MDB.

 

Embora a investigação envolva Jucá e outros parlamentares federais, os políticos não são alvos desta fase da operação. A Procuradoria-Geral da República informou que há indícios de que os alvos das buscas, que não tiveram os nomes revelados, intermediaram o pagamento da suposta propina aos parlamentares investigados.

 

Segundo delação de empreiteiros da Odebrecht, Jucá teria recebido 4 milhões de reais como contrapartida pela aprovação, em 2012, de uma resolução do Senado para acabar com a chamada guerra dos portos, que era a briga entre estados para reduzir impostos e aumentar os desembarques de cargas nos respectivos portos estaduais.

 

Em nota, o senador Romero Jucá enfatiza que  já prestou todas as informações sobre a resolução aprovada no Senado e cobrou ainda o andamento da investigação para que tudo possa ser esclarecido o mais rápido possível.

 

A defesa do Senador opina que essa é uma tentativa de criminalizar a política,  e que negociar com entidades interessadas na resolução faz parte do  papel do legislativo.