Terceirizados das escolas públicas do DF encerram greve

01:07 Geral, Notícias 21/11/2018 - 16h08 Brasília Embed

Ana Luísa Praser

As merendeiras e os terceirizados de duas das três empresas que estavam em greve desde segunda-feira voltaram ao trabalho nesta quarta-feira.

 

De acordo com informações do sindiserviços, a empresa G e E Serviços pagou os tickets-refeição atrasados e fez um acordo para depositar os salários até o próximo sábado, dia 24.

 

A empresa Juiz de Fora depositou nessa terça-feira o pagamento em atraso dos mais de 2 mil empregados do quadro e prometeu pagar os tickets até a noite desta quarta-feira.

 

Já os 300 empregados da empresa Servegel permanecem com salários e benefícios atrasados. A empresa ainda não sinalizou quando deve colocar em dia os débitos com os funcionários.

 

Os empregados das três empresas iniciaram a greve após 12 dias de atraso nos pagamentos. Por causa da paralisação, várias escolas públicas do DF tiveram que compactar o horário das aulas.

 

A secretaria de Educação negou, por meio de nota, que os repasses para as empresas tiveram atrasos. Os números de escolas e crianças afetadas pela paralisação não foram divulgados pela pasta.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique