Após pedido de prisão de João de Deus, atividades podem ser suspensas este ano

02:04 Geral, Notícias 13/12/2018 - 17h48 Abadiânia Embed

Lucas Pordeus León

Após pedido de prisão, voluntários da casa de Joao de Deus falam em deixar caso com Justiça e em suspender atividades no final de ano.

 

A casa de Dom  Inácio de Loyola retomou as atividades nesta quinta-feira (13), depois do pedido de prisão do médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus.

 

Colaboradores próximos do médium dizem que o caso agora deve ser resolvido pela justiça e pedem que não o pré-julguem.

 

A voluntária Eliana Pigatto, que frequenta a casa a 7 anos e diz ter sido curada de um câncer por meio dos trabalhos de médium, destacou que eles estão assustados com a situação.

 

Outro voluntário próximo ao médium, o empresário Francisco Lobo, defende que a casa tem que encerrar as atividades pelo menos no recesso de natal e ano novo. Segundo ele, o recesso já ocorreu em outros anos e no atual clima seria uma boa escolha.

 

Frascisco Lobo é responsável pela parte operacional do centro. Ele calcula que mil e 200 pessoas passaram pela casa de dom inácio de loyola nesta quarta-feira. Ele admite que o fluxo está um pouco menor do que o habitual para esta época.

 

Um grupo de colaboradores mais atuantes se reuniu nesta quinta-feira (13) para discutir a manutenção da casa.

 

A ideia é manter ao menos as chamadas correntes de oração, como explicou Valdete Ferreira, dona de uma pousada ao lado do centro.

 

Para ela, a situação é inacreditável.

 

No início da tarde, um grupo de cerca de 100 pessoas protestou pela rua em frente ao centro em apoio ao médium e a casa de Dom Inácio de Loyola.

 

Acusado por centenas de mulheres por crimes sexuais, João de Deus nega todas as acusações.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique