Atirador de igreja em Campinas é identificado; polícia investiga motivação do ataque

02:24 Geral, Notícias 11/12/2018 - 18h52 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

A polícia identificou o autor do atentado na catedral Metropolitana de Campinas, cidade a 100 quilômetros de São Paulo.

 

Euler Fernando Grandolpho tinha 49 anos e foi identificado pela carteira de motorista que estava dentro de um mochila deixada na igreja.

 

O endereço na carteira traz um endereço na cidade vizinhade, Valinhos. Mas, a polícia ainda não confirma o local de residência do atirador.

 

Segundo o delegado José Henrique Ventura, com a identificação, a  polícia passa a investigar o que pode ter motivado a chacina que deixou cinco mortos, incluindo o próprio atirador

 

O atentado aconteceu por volta das 13h30, logo depois de uma missa que acontece todos os dias no horário do almoço.

 

A maioria das pessoas no lugar era idosa. O aposentado Pedro Rodrigues, de 66 anos, estava na igreja e conta o que viu. 

 

Outras quatro pessoas  também ficaram feridas. 

 

Euler não tinha passagem pela polícia e até 2014, quando pediu exoneração, era assessor técnico no Ministério Público do São Paulo.

 

Ele carregava uma pistola 9 milímetros e um revólver 38 e fez, 20 disparos, incluindo o tiro na própria cabeça.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique