Especialistas avaliam que aumento de chikungunya no Rio pode ser caracterizado como epidemia

02:56 Geral, Notícias 12/12/2018 - 17h31 Rio de Janeiro Embed

Tatiana Alves

O avanço da febre amarela e principalmente da chikungunya tem sido crescente em todo o Rio de Janeiro. 

 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, nos dez primeiros meses deste ano cerca de 37 mil casos de chikungunya já foram notificados no estado.

 

Em 2017, no mesmo período, foram registradas 4.425 ocorrências, o que demonstra um aumento de 700 % nos casos do ano passado em relação a esse ano.

 

Quanto à febre amarela, o número de ocorrências mais que dobrou: de aproximadamente 100 casos no ano passado, o número de ocorrências neste ano já passa de 260.

 

Para analisar o atual cenário e debater estratégias contra essas doenças, especialistas da Fiocruz, da Secretaria de Estado de Saúde e Associação dos Prefeitos e Municípios do Rio de Janeiro participaram de um encontro para discutir ações de combate nesta quarta-feira (12) em um hotel na zona sul da cidade.

 

Um dos participantes do encontro foi o coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fiocruz, o médico infectologista Rivaldo Venâncio da Cunha , que destacou o papel da instituição tanto na prevenção quanto na assistência aos infectados.

 

Para o subsecretário de vigilância em saúde do estado do Rio, o médico Alexandre Chieppe, o enfrentamento contra o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya e a vacinação contra a febre amarela, passa pela mobilização de toda a sociedade.

 

Outra iniciativa prevista para 2019 é uma parceria da Secretaria Estadual de Saúde com o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, que vão desenvolver ações conjuntas de mobilização nos municípios do estado já a partir do próximo ano.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique