Defesa de João de Deus negocia apresentação do médium à polícia goiana

01:42 Geral, Notícias 16/12/2018 - 11h19 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

O médium João de Deus já é considerado oficialmente um foragido da Justiça, segundo o Ministério Público de Goiás.

 

Desde sexta-feira (14), quando a Justiça acatou o pedido de prisão preventiva, o médium vem sendo procurado em suas diferentes residências, mas ainda não foi localizado.

 

Também foi quebrado o sigilo que proibia o acesso ao mandado de prisão do médium no sistema de monitoramento de prisões do CNJ, Conselho Nacional de Justiça.

 

O sistema torna públicos todos os mandados de prisão expedidos no país que ainda se encontram pendentes de execução.

 

Já a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública informou que o delegado geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, está negociando com os advogados de defesa o momento e o lugar em que João de Deus vai se entregar à polícia. A secretaria não tem informações sobre a localização do médium.

 

Os advogados de João de Deus tiveram acesso aos autos do processo nessa sexta-feira (14). Em entrevista à Rádio Nacional, o advogado Alberto Toron disse que ia entrar com pedido de habeas corpus contra a decisão, que considerou ilegal e injusta.

 

A força-tarefa criada pelo Ministério Público estadual para apurar as acusações de assédio contra João de Deus já recebeu, pelo menos, 330 denúncias, incluindo relatos de mulheres da Alemanha, Austrália, Bélgica, Bolívia, Estados Unidos e Suíça.

 

O MP criou um e-mail para o registro de novas denúncias. O endereço é denuncias@mpgo.mp.br. 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique