DF concentra 39% das denúncias contra João de Deus; vítimas teriam entre 9 e 67 anos

03:05 Geral, Notícias 21/12/2018 - 20h32 Brasília Embed

Kariane Costa

Chega a 255 o número de denúncias contra João de Deus, segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (21), pelo Ministério Público de Goiás.

 

Desde que o caso veio a público, o MP também recebeu quase 600 mensagens por e-mail de possíveis casos de abuso sexual relacionados ao médium.

 

Pelo menos 23 das supostas vítimas eram crianças, e tinham entre 9 a 14 anos na época dos abusos.

 

Além disso há relatos de abuso sexual contra 28 adolescentes. E denúncias também de violência sexual contra mulheres de até 67 anos.

 

O Ministério Público informou que vai denunciar João de Deus por violação sexual mediante fraude e crime de estupro de vulnerável.

 

O Promotor Luciano Meireles, explicou que 112 crimes estariam prescritos e que João de Deus não vai mais responder por eles.

 

Ainda assim, o promotor sugere que eventuais vítimas procurem o MP. 

 

O promotor explica ainda qual próximo passo do MP. 

 

No Brasil, o maior número das possíveis vítimas de João de Deus é do Distrito federal, que concentra 39 denúncias. Logo depois vem Góias com 21.

 

Há relatos ainda de vítimas que moram no exterior, 4 nos Estados Unidos, 3 Austrália, e Alemanha, Bélgica, Bolívia e Itália também registraram 1 vítima em cada país.

 

E à medida que as investigações avançam, aumentam também as suspeitas de novos crimes praticados pelo médium.

 

Nesta sexta-feira, a Justiça de Goiás autorizou uma nova ordem de prisão contra João de Deus, por posse ilegal de armas. Isto quer dizer que ainda que o presidente do Supremo Dias Toffoli aceite o recurso da defesa, no caso dos abusos sexuais, ele deve continuar preso, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

 

A defesa do médium nega todas as acusações contra ele.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique