Força-tarefa vai investigar denúncias de abuso sexual contra o médium João de Deus

02:48 Geral, Notícias 10/12/2018 - 17h01 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O Ministério Público de Goiás criou uma força-tarefa para investigar denúncias de abuso sexual contra o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus.

 

Foram destinados 4 promotores e duas psicólogas para atender as vítimas que desejem denunciar. Um e-mail foi criado só pAra este caso. O endereço é o denuncias@mpgo.mp.br.

 

A promotora Patrícia Otoni ressaltou que as possíveis vítimas terão todo o apoio e sigilo nos depoimentos.

 

Já foram marcados depoimentos em São Paulo e Minas Gerais. Os ministérios públicos estaduais poderão colher as denúncias nos locais em que as mulheres moram.

 

O promotor Luciano Miranda, que também faz parte da força-tarefa, ressalta que se tratando de crimes sexuais, o depoimento da vítima pode ser suficiente.

 

A Polícia Civil do estado já havia aberto um inquérito para apurar algumas denúncias que, segundo o delegado geral da polícia de Goiás, André Fernandes, começaram a aparecer a cerca de 45 dias.

 

As novas denúncias que surgirem, por outro lado, serão apuradas pelo Ministério Público.

 

Desde o final da última semana, mulheres têm denunciado à veículos de imprensa que sofreram abusos sexuais ao procurar ajuda do famoso médium João de Deus, que atende pessoas em Abadiânia, no interior de Goiás, há mais de 40 anos e recebe celebridades nacionais e internacionais.

 

Segundo os promotores, as denúncias podem configurar estupro, estelionato sexual ou estupro de vulnerável. As punições variam de 6 a 15 anos de prisão.

 

Nossa reportagem não conseguiu contato com a assessoria do médium.

 

Mas,  durante programa da TV Globo, o advogado Alberto Toron, que representa João de Deus, informou que ele nega as acusações e as recebe com indignação.

 

O advogado diz que ele se apresentará a Justiça e lembra que a maioria dos atendimentos feitos são abertos e coletivos, diante de um grande número de pessoas. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique