Intervenção federal em Roraima começa nesta segunda e vai até o final do ano

01:35 Geral, Notícias 09/12/2018 - 10h51 Brasília Embed

Dayana Vitor

O governador eleito e interventor federal de Roraima, Antônio Denarium (PSL), deve começar nesta segunda-feira (10) o trabalho de reorganizar o estado que passa por greves em serviços públicos, devido ao atraso no pagamento dos salários, e imigração de venezuelanos.

 

A intervenção vai durar até o dia 31 dezembro. Denarium explica quais serão as prioridades.

 

O decreto que estabelece como será o processo vai ser assinado nesta segunda-feira (10), pelo presidente da República, Michel Temer e publicado no Diário Oficial da União.

 

O texto já começa a valer, mas será encaminhado em até 24 horas ao Congresso Nacional que decidirá sobre a continuidade ou não da intervenção.

 

Segundo Temer, a medida em Roraima foi negociada e aceita pela atual governadora, Suely Campos, do PP.

 

Em nota, Suely Campos confirmou o apoio à intervenção. Ela afirmou também que vinha propondo a ação, desde o final do ano passado. E que a escolha do futuro governador do estado, Antônio Denarium, visa antecipar o diálogo entre União e estado para a busca de uma relação fiscal mais harmônica.

 

Em uma rede social, o senador Romero Jucá, do MDB de Roraima, afirmou que os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Eunício Oliveira, estarão mobilizados para votar o decreto da intervenção o mais rápido possível.

 

Ele ainda declarou que está negociando com o presidente Michel Temer a edição de Medida Provisória para ajudar financeiramente o estado.

 

Durante reunião dos Conselhos da República e de Defesa Nacional, que aprovaram a intervenção no estado, o presidente Michel Temer anunciou dois que irão compor a equipe de Denarium: o secretário da Fazenda, general Eduardo Pazuello, e Paulo Costa para a secretaria da Segurança Pública.

 

*Matéria atualizada às 14:07

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique