MP acusa Cabral e empreiteiros de superfaturamento em obras do metrô no Rio de Janeiro

01:24 Geral, Notícias 14/12/2018 - 11h28 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro entrou com nova ação de improbidade administrativa contra o ex-governador, Sérgio Cabral, dirigentes da estatal Rio Trilhos e da empreiteira CBPO Engenharia, que é controlada pelo grupo Odebrecht.

 

Desta vez, o processo trata de irregularidades nas obras de integração das linhas 1 e 4 do metrô.

 

Segundo o Ministério Público, houve superfaturamento e sobrepreço na obra, e o prejuízo para os cofres públicos no caso foi de mais de R$ 394 milhões.

 

Ainda de acordo com o órgão, a empresa responsável pela obra não fez qualquer investimento na Linha 4 e todos os gastos foram arcados pelo governo do Rio, e que, na prática, houve contratação direta da CBPO sem licitação.

 

O Ministério Público pede indisponibilidade imediata dos bens dos acusados no valor do dano causado, para fins de ressarcimento em caso de condenação e pagamento de indenização de R$ 39 milhões.

 

Além disso, o órgão ainda quer que os citados no processo sejam condenados a perda da função pública e tenham os direitos políticos suspensos por período de cinco a oito anos.

 

O caso está sendo analisado pela Justiça, que vai decidir se dará seguimento ao processo.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique