Viva Maria: Declaração dos Direitos Humanos completa 70 anos na luta contra a violência

09:24 Geral, Programetes 10/12/2018 - 04h00 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Na certeza de que sem os direitos das mulheres não há direitos humanos , Viva Maria se une a todas as pessoas que neste data  estão irmanadas  na luta  contra todas as formas de violência. 

 

A mesma violência  que  provocou a Segunda Guerra mundial e o genocídio nazista.


O documento  que faz deste 10 de dezembro um marco histórico nasceu justamente  no pós guerra depois do horror  e do trauma provocado pela barbárie que marcou essa página infeliz da história do mundo.

 

A Declaração dos Direitos Humanos que em  trinta artigos,  enumera os direitos  civis, econômicos, sociais e culturais "inalienáveis" e "indivisíveis" que toda humanidade  tem ao nascer , foi consolidada por  58 Estados membros da Assembléia Geral da ONU  que em 1948 assinaram, em Paris, esse Código de conduta e   de princípios éticos fundamentais para guiar  os povos e as nações na direção de  futuro de justiça , igualdade e paz.


Não por acaso  a campanha  dos 16 dias de ativismo pelo fim da  violência contra a mulher termina hoje. Participam dessa iniciativa que começou há mais de 20 anos, 135 países que de  25 de novembro a 10 de dezembro trabalham diuturnamente em ações que tem por objetivo desarmar a força bruta que se exprime em gritos xingamentos , pancarias e assassinatos.


No Brasil, essa  mobilização sempre começa mais cedo: no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, como forma de homenagear a mulher negra, que sofre dupla violência – a de gênero e a racial.

 

Destaque para as quilombolas! Guerreiras que com bravura lutam por seus territórios! Por isso, neste 10 de dezembro, nosso programa faz questão de ouvir  uma pessoa que representa a ong Terra de Direitos, a advogada Luciana Cristina Pivato. Vamos ouví-la sobre o trabalho da Terra de Direitos!

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Tags

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique