Ataques no Ceará: Governador pede reforço na segurança do estado

02:36 Geral, Notícias 17/01/2019 - 20h45 Brasília Embed

Renata Martins

O governador do Ceará Camilo Santana pediu ao ministro da justiça e segurança pública Sérgio Moro, nesta quinta-feira (17) mais agentes da força nacional para ajudar no combate a ataques criminosos que tomam conta do Estado desde os primeiros dias do ano. 406 agentes já estão no Ceará. O governador quer o reforço de mais 90.

 

Camilo Santana também pediu a presença das forças nacionais no Estado por mais tempo. O decreto que autorizou o envio da tropa foi assinado por Moro no dia 4 de janeiro e tem validade de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30. De acordo com o governador, as ações integradas dos agentes nacionais e estaduais têm ajudado a reduzir os ataques feitos por facções criminosas.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Ceará, quase 400 pessoas já foram presas ou apreendidas por participação nos atos criminosos registrados no estado, desde o início do ano. 39 detentos identificados como líderes de fações criminosas foram transferidos para presídios federais.

 

O estado contabiliza mais de 200 ataques a veículos, prédios públicos, bancos e comércios, em pelo menos 40 cidades cearenses.

 

De acordo com o Sindicato das Empresas de ônibus, desde de 3 de janeiro, 28 coletivos foram atacados em Fortaleza e Região Metropolitana.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique