Depois de trégua de um dia, criminosos tentam incendiar torre de telefonia em Fortaleza

01:34 Geral, Notícias 16/01/2019 - 17h56 Brasília Embed

Dayana Vítor

Nessa terça-feira (15), após algumas horas sem registros de ataques, criminosos jogaram álcool em duas torres de telefonia no bairro Serviluz, em Fortaleza, e acabaram presos pela Polícia Militar. Até o momento, foram 379 prisões de envolvidos com incêndios criminosos.

 

Nesta semana, o governador Camilo Santana publicou decreto regulamentando a recompensa para as pessoas que denunciarem os criminosos. O valor varia entre R$ 1 mil e R$ 30 mil.

 

Para patrulhar as ruas e evitar os ataques, existe reforço na segurança em todo o estado. São, pelo menos, mais de 400 homens da Força Nacional de Segurança Pública, outros 70, da Polícia Rodoviária Federal, além de milhares de policiais cearenses, baianos, pernambucos, catarinenses e até paulistas.

 

Mais agentes da Força Nacional e da Polícia Rodoviária Federal devem chegar nos próximos dias.

 

Além do reforço na segurança, 35 detentos que cumpriam pena no Ceará foram transferidos para Penitenciárias Federais por estarem ligados aos atos violentos.

 

Os incêndios criminosos são, segundo o governo cearense, uma forma de retaliar o endurecimento das regras do sistema penitenciário. Entre elas, a proibição da entrada de celulares nas cadeias e da divisão de presos de acordo com a facção.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique