Investigações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes estão avançadas, diz delegado

01:58 Geral, Notícias 10/01/2019 - 11h30 Brasília Embed

Fabiana Sampaio

O delegado Antônio Ricardo, que tomou posse como diretor do novo Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa do Rio de Janeiro, afirmou que as investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes estão avançadas, mas que o trabalho só será concluído quando não houver margem de dúvida quanto à autoria.

 

Antônio Ricardo disse que o delegado Giniton Lages, da Divisão de Homicídios, continua à frente da apuração do caso em dedicação exclusiva.

 

O delegado ainda comentou sobre o aumento dos casos de homicídios dolosos no estado e também as mortes de policiais e assegurou que o trabalho vai focar nos integrantes de organizações criminosas, seja milícia ou narcotráfico.

 

Ainda de acordo com o delegado Antônio Ricardo, criminosos que cometeram homicídios serão investigados e, chegando à autoria dos crimes, o departamento pedirá ao poder Judiciário a reversão dos recursos financeiros dessas quadrilhas para a polícia.

 

Os líderes vão responder não apenas por homicídio, mas também por lavagem de dinheiro. Todo esse trabalho será em parceira com o também recém-criado Departamento-geral de Investigação à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro.

 

Tanto o Departamento de Homicídios quanto o de Investigação à Corrupção estão ligados à Secretaria de Estado de Polícia Civil, criada pelo novo governo do Rio de Janeiro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique