Mãe de Priscila Belfort assume nova Coordenação de Desaparecidos do Rio

02:26 Geral, Notícias 09/01/2019 - 18h12 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O governo do Rio de Janeiro inaugurou, nesta quarta-feira (9), a Coordenação de Desaparecidos. Subordinado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, o órgão será comandado por Jovita Belfort, mãe do lutador de MMA Vitor Belfort. Jovita se tornou ativista da causa após sua filha Priscila desaparecer em 2004.

 

A unidade ficará responsável pelo planejamento e execução de ações que chamem a atenção para as principais demandas dos familiares dos desaparecidos. De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Fabiana Bentes, o foco da coordenação será fortalecer as políticas públicas.

 

Uma das metas da coordenadoria, segundo Jovita Belfort, é a criação do Alerta Pri, um serviço de mensagens disparadas para celulares com nome, fotos e descrição das circunstâncias do desaparecimento de uma pessoa. O serviço seria semelhante ao Alerta Amber, que existe nos Estados Unidos.

 

Segundo dados do governo, pelo menos 500 pessoas desaparecem todos os meses no estado do Rio de Janeiro, são 6 mil por ano. O perfil mais comum é do jovem negro ou pardo entre 12 e 29 anos. Mais da metade dos casos é registrada na Baixada Fluminense.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique