Policiais militares investigados por morte de jovem no Rio são suspensos das funções

01:33 Geral, Notícias 31/01/2019 - 07h33 Brasília Embed

Tatiana Alves

Os quatro policiais militares envolvidos na operação que resultou na morte de Lucas de Azevedo Albino, de 18 anos, no final do ano passado, em Costa Barros serão suspensos de suas funções. 

 

A medida foi resultado de uma ação ganha na Justiça pelo Ministério Público do Estado do Rio e terá de ser cumprida até a conclusão do inquérito.

 

Além disso, a Justiça determinou que a mãe do rapaz seja intimada com urgência a prestar depoimento sobre o caso, já que a mesma encontra-se em tratamento de doença grave.

 


De acordo com o MP, os policiais atiraram em Lucas em um posto de gasolina na esquina da Avenida Pastor Martin Luther King Jr. com a Estrada de Botafogo. O laudo cadavérico apontou que o jovem foi atingido por um disparo no ombro e outro na cabeça.

 

Segundo a mãe do rapaz, os acusados colocaram a vítima na viatura policial sem nenhum ferimento na cabeça, o que reforça a hipótese de execução a caminho do hospital. Para confirmar o fato, ela forneceu a foto do momento em que seu filho foi colocado ainda vivo no veículo da Polícia Militar.


Além da suspensão, os policiais estão proibidos de ter contato com as testemunhas do caso e de portarem arma de fogo enquanto durarem as investigações. A primeira audiência de instrução e julgamento do caso será no dia 25 do mês que vem.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique