Residente ou refugiado: ajudar venezuelanos na escolha é o maior desafio

03:04 Geral, Notícias 19/01/2019 - 08h07 Brasília Embed

Victor Ribeiro

A comitiva formada por cinco ministros e pelo governador de Roraima esteve em Pacaraima, cidade que fica na fronteira do Brasil com a Venezuela. No local, o grupo visitou as instalações da Operação Acolhida. Uma das atividades desenvolvidas é a vacinação de crianças e adultos.

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que as autoridades brasileiras querem evitar surtos de doenças que possam entrar no Brasil junto com os imigrantes.

 

Mandetta apelou também aos brasileiros e reforçou a importância de manter em dia o calendário de vacinação.

 

Ao entrar no Brasil, todos os venezuelanos se apresentam às autoridades brasileiras e informam o motivo da vinda. Se for turismo, eles recebem um visto válido por até dois meses. Se o objetivo for morar no Brasil, eles preenchem um cadastro pela internet e podem permanecer por até dois anos.

 

Agora, se o venezuelano quiser ficar aqui na condição de refugiado, precisa provar que sofre algum tipo de perseguição do lado de lá da fronteira, como explicou o coordenador-geral do Comitê Nacional para os Refugiados, Bernardo Lafetê.

 

O Brasil reconheceu a condição de refugiado para 7 mil pessoas. Outros 80 mil pedidos aguardam análise. Já os imigrantes somam 1 milhão e 100 mil.

 

O diretor do Departamento de Migrações do Ministério da Justiça, André Furquim, avaliou que o maior desafio é fazer com que os venezuelanos escolham, de forma consciente, se é melhor pedir o visto de residente ou ser reconhecido como refugiado.

 

A Operação Acolhida começou em março do ano passado e estava prevista para durar até o fim de março deste ano, mas deve ser prorrogada até março de 2020.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique