Três funcionários da Vale responsáveis por licenciamento de barragem são presos em BH

01:43 Geral, Notícias 29/01/2019 - 13h46 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

Três funcionários da Vale e dois engenheiros terceirizados que atestaram a estabilidade da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, foram presos nesta terça-feira (29).
 

Os dois engenheiros, que trabalham para a certificadora alemã TUV SUD, moram em São Paulo e foram presos em casa pela Polícia Civil do estado. Também foram apreendidos documentos que podem ajudar a confirmar a suspeita de que eles teriam fraudado os laudos técnicos.

 

Na região metropolitana de Belo Horizonte, foram presos três funcionários da Vale que eram responsáveis diretos pela operação e pelo licenciamento da mina do Córrego do Feijão.

 

A ordem de prisão temporária tem validade por 30 dias e foi expedida pela Justiça de Minas Gerais. Todos os presos vão ser ouvidos pelo Ministério Público do estado. O objetivo é apurar a responsabilidade criminal pelo rompimento da barragem na última sexta-feira (25).

 

A ação também conta com atuação do Ministério Público Federal, Ministério Público de São Paulo e Polícia Federal.

 

Na sentença, a juíza Perla Brito afirma que não dá para acreditar que barragens geridas por uma das maiores mineradoras mundiais se rompam repentinamente, sem dar sinais do problema e avalia que existiam meios de evitar a tragédia.

 

Além das prisões, também foram expedidos mandados de busca de apreensão para Belo Horizonte e região metropolitana e para a capital paulista.

 

Em nota, a Vale informou que está colaborando plenamente com as autoridades e que vai continuar contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas.

 

Até agora, foram confirmadas 65 mortes em Brumadinho. 279 pessoas continuam desaparecidas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique