Municípios de Rondônia registram casos de besouros infectados com doença de Chagas

00:00 Geral, Notícias 17/01/2019 - 12h52 Brasília Embed

Michelle Moreira

Confirmados 3 casos de besouros infectados com doença de Chagas em 2018, nos municípios de Jaru, Cacoal e Cujubim, em Rondônia.


De acordo com dados do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado, esse é o maior índice de confirmação da doença em vetores nos últimos 5 anos.

 

A chefe do Núcleo de Biologia do Laboratório, Camila Azzi, explica que no ano passado foram enviados cerca de 50 besouros para serem analisados. Muitos foram capturados por moradores de residências localizadas próximas à vegetação.

 

A bióloga alerta que as pessoas precisam ter cuidado ao manusear o inseto. Antes de colocá-lo em potes fechados, é importante proteger as mãos com  luvas ou saco plástico.

 

O mal de Chagas é transmitido ao homem por meio da picada do besouro, vetor da doença, conhecido popularmente como barbeiro.

 

Ao picar o homem ou outros animais, o vetor defeca; e as fezes entram em contato com a parte lesionada da pele e alcançam a corrente sanguínea. É aí que ocorre a transmissão da doença.

 

Na região Norte também há registros de infecção via oral, por meio da ingestão acidental das fezes do barbeiro no açaí ou no caldo de cana.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique