Flamengo recusa acordo de reparação às vítimas do incêndio, diz Defensoria Pública do Rio

01:58 Geral, Notícias 20/02/2019 - 09h27 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público do Trabalho informaram, na noite dessa terça-feira (19), que o Flamengo se recusou a celebrar um acordo de reparação às vítimas do incêndio ocorrido no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, depois de esgotadas todas as tentativas de negociação.

 

A nota enviada pela Defensoria Pública informa que a recusa do acordo foi feita por telefone.

 

Há uma semana, membros desses órgãos se reúnem com a diretoria do Flamengo no intuito de definir um acordo coletivo de indenização a familiares e vítimas do incêndio ocorrido no último dia 08.

 

No fim da tarde dessa terça-feira, após última reunião com dirigentes do clube, a defensora publica Cintia Guedes, coordenadora civil da Defensoria, afirmou que havia consenso em quase 90% das cláusulas discutidas e que o Flamengo não tinha interesse em uma disputa judicial. 

 

A defensora ressaltou ainda que um acordo justo e mais rápido representaria uma virada de página para essas famílias, que vivenciam um momento tão doloroso.

 

A nota enviada pela Defensoria Pública afirma que as instituições vão buscar agora reparação judicial. E que, já nesta quarta-feira (20), familiares dos jogadores serão orientados sobre as medidas possíveis.

 

A reportagem procurou o Flamengo, mas até o fechamento da matéria não houve resposta. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique