Governo reavalia pagamento de FGTS a famílias de vítimas de Brumadinho

01:46 Geral, Notícias 12/02/2019 - 09h03 Brasília Embed

Kariane Costa

O governo estuda mudar a classificação de rompimento de barragens.

 

Com a medida, o que aconteceu em Brumadinho pode deixar de ser considerado desastre natural e as vítimas não poderão ter acesso aos recursos do FGTS.

 

A nova posição do governo foi informada pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e reforçada pelo porta voz, Rêgo Barros.

 

Hoje, a lei que trata do FGTS permite que os beneficiários movimentem suas contas em caso de necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorra de desastre natural.


Mas, para o ministro e para o porta-voz, o FGTS é um recurso da pessoa que ao longo da sua vida vai acumulando. E não seria justo que uma pessoa tenha que entrar com seu próprio recurso para reparar os danos

 

Após o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, esse tipo de tragédia passou a ser considerada desastre natural para que as vítimas pudessem movimentar esses recursos.

 

Dias após o rompimento da barragem em Brumadinho, o Comite de Gesta o e Avaliac a o de Respostas a Desastres, do Governo Federal, autorizou as vítimas a sacarem no FGTS o valor ma ximo de R$ 6.220, por trabalhador.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique