Incêndio no Flamengo: clube quer negociar indenização conforme situação de cada família

01:22 Geral, Notícias 25/02/2019 - 07h35 Rio de Janeiro Embed

Joana Moscatelli

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landin, disse que o clube quer negociar em separado com cada família o valor das indenizações pela morte dos dez atletas no incêndio no Centro de Treinamento conhecido como Ninho do Urubu, no dia 8 de fevereiro.

 

A declaração foi feita durante entrevista coletiva, nesse domingo (24), na sede do clube na Gávea, zona sul do Rio. Landin informou que, na última sexta-feira (22), iniciou conversas em separado com as famílias dos jovens e que tem outras marcadas para esta semana.

 

Alegando questões de segurança para as próprias famílias e sigilo de Justiça, Landin não revelou os valores oferecidos pelo clube.

 

Na sexta, a Justiça do Rio de Janeiro deu um prazo de cinco dias para o Flamengo se defender e impedir a interdição total do Centro de Treinamento e o arresto de quase R$ 58 milhões para pagamento das indenizações. Os pedidos de interdição e de bloqueio dos bens foram feitos pelo Ministério Público estadual e pela Defensoria Pública do estado, no último dia 20.

 

Na quinta-feira (21), terminou sem acordo a reunião de mediação entre o Flamengo e os parentes das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu. Os parentes dos jogadores saíram da reunião revoltados com a proposta feita pelo clube.

 

*Com informações da Agência Brasil.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique