Dinheiro confiscado de Jacob Barata será usado em ações de segurança

01:01 Geral, Notícias 15/02/2019 - 19h50 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

O juiz da Sétima Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no estado, determinou a transferência de parte dos bens do empresário de ônibus Jacob Barata Filho, que estão sequestrados pela Justiça.

 

Barata foi preso na operação Ponto Final, acusado de pagar propinas para agentes públicos em troca de benefícios às suas empresas do setor de transporte rodoviário.

 

De acordo coma decisão, 80 milhões de reais que estavam nas contas do empresário vão ser liberados para investimentos na área de segurança pública do Rio.


Bretas considerou que o estado do Rio é a única vítima direta dos diversos crimes cometidos por Jacob Barata Filho, que o réu renunciou aos valores citados e que a liberação do valor se coaduna perfeitamente com o interesse público.

 

Conforme o pedido feito pela Procuradoria-Geral do Estado, a verba será destinada integralmente ao Fundo Estadual de Investimentos e Ações de Segurança Pública e Desenvolvimento Social.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique