Trabalhadores são resgatados em Roraima

01:55 Geral, Notícias 21/02/2019 - 21h54 Brasília Embed

Graziele Bezerra

Seis trabalhadores foram resgatados de situação semelhante à de escravo em uma serraria em São João da Baliza, no Sul de Roraima, nesta quinta-feira (21). Eles atuavam na extração de madeira, em região de mata fechada.

 

O resgate foi realizado pelo grupo especial de fiscalização móvel da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia.

 

Segundo informação dos fiscais, nenhum dos trabalhadores tinha registro profissional e o local onde eles eram mantidos não oferecia condições mínimas de dignidade.

 

Os resgatados estavam alojados em barracos de lona, sem qualquer proteção lateral, e no chão batido. A água que eles bebiam era retirada de cacimbas descobertas, sem qualquer proteção contra contaminação.

 

O proprietário da serraria foi condenado a pagar verbas rescisórias no valor total de R$ 30 mil, além de danos morais no valor de R$ 15 mil. Todos os trabalhadores vão receber três parcelas de seguro-desemprego.

 

Outros estabelecimentos também foram fiscalizados nos municípios de Rorainópolis e São Luiz do Anauá, e também nos distritos de Nova Colina e Equador, no sul do estado.

 

Ao todo, foram emitidos 36 autos de infração. Nas ações, foram identificados 102 trabalhadores brasileiros e venezuelanos em situação de informalidade, entre eles dois jovens abaixo de 18 anos, que atuavam no setor de marcenaria de uma serraria. Eles foram afastados imediatamente das funções.

 

Os trabalhadores estavam com mais de R$ 100 mil reais de salário em atraso. Três estabelecimentos foram autuados.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique