Acusados de matar Marielle aguardam em Bangu transferência para presídio federal

01:30 Geral, Notícias 17/03/2019 - 12h41 Brasília Embed

Fabiana Sampaio

Os dois suspeitos pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes foram transferidos da Delegacia de Homicídios (DH) para o Complexo Prisional de Bangu, na zona oeste do Rio.

 

A transferência ocorreu no final da tarde dessa sexta-feira (15), após eles se negarem a prestar depoimentos à Polícia Civil, resguardando o direito constitucional de só falar em juízo.

 

Após uma passagem por Bangu,  o sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio Queiroz serão transferidos para um presídio federal, que ainda não foi definido.

 

Nesta sexta-feira, a Justiça do Rio aceitou a denúncia contra os dois suspeitos. Presos desde terça-feira (12), eles vão responder à ação penal por duplo homicídio triplamente qualificado - motivo torpe, emboscada e recurso que dificultou a defesa das vítimas. Os dois respondem ainda por  tentativa de homicídio contra a assessora que sobreviveu e também por crime de receptação.

 

Na decisão, o juiz Gustavo Kalil, do 4º Tribunal do Júri, autorizou ainda, em caráter urgente e liminar, o pedido de transferência dos acusados e determinou o arresto de todos os bens móveis e imóveis em nome de Ronnie e Élicio, até o limite dos valores pedidos a título de indenização aos familiares de Marielle e Anderson e à assessora Fernanda Chaves.

 

*Com informações da Agência Brasil

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique