Empresa responsável pelo Maracanã nega dívida com governo do Rio

01:31 Geral, Notícias 19/03/2019 - 12h32 Rio de Janeiro Embed

Carol Barreto

A empresa Complexo Maracanã Entretenimento, responsável pelo estádio, negou a existência de dívida milionária com o governo do estado, conforme argumentou o governador Wilson Witzel ao anunciar, nessa segunda-feira (18), o rompimento da concessão.

 

Segundo o governo estadual, a concessionária não paga as parcelas de outorga previstas no contrato de concessão desde maio de 2017, o que gerou uma dívida de R$ 38 milhões.

 

De acordo com a nota da empresa, os valores só seriam devidos se o uso comercial do entorno do estádio tivesse sido liberado, o que acabou não acontecendo. Além disso, a empresa declarou que teve de recuperar, com dinheiro próprio, o estádio e também o Maracanãzinho, que foram usados durante os Jogos Olímpicos e apresentaram inúmeros problemas no fim do evento.

 

A empresa lembrou ainda que foi contratada pela Conmebol para realizar a operação de cinco jogos da Copa América, inclusive a final. Também ressaltou que opera o estádio sem nenhum recurso público.

 

Com a publicação no Diário Oficial, a concessionária terá que deixar o estádio em até 30 dias, e a administração será assumida pelo estado por meio de uma comissão consultiva com sete membros.

 

O governo trabalha na elaboração de uma permissão de uso para que o estádio possa ser administrado, enquanto um novo modelo de parceria público-privada é preparado.

 

*Com informações da Agência Brasil

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique