MPF diz que vai recorrer de liminar que soltou Temer; ex-presidente voltou para SP

01:31 Geral, Notícias 25/03/2019 - 22h13 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

O ex-presidente Michel Temer foi solto no início da noite desta segunda-feira (25). 

 

O carro levando Temer deixou a Sede da Superintendência da polícia Federal no centro do Rio, por volta das 18h40.

 

De lá ele seguiu para o aeroporto Santos Dumont, de onde foi levado de volta para São Paulo.

 

Na saída, populares gritaram palavras de ordem contra o ex-presidente.

 

A ordem de soltura de Temer foi dada pelo desembargador federal Ivan Athie que, em decisão liminar, concedeu o habeas corpus apresentado pela defesa.

 

Além de Temer, também foram beneficiados com o habeas corpus, o ex-ministro Moreira Franco, o coronel João Batista Lima Filho, amigo de Temer, e outros cinco presos preventivamente na Operação Descontaminação, que investiga a corrupção em obras da Usina Angra 3.

 

Na decisão, o desembargador considerou que os relatos no inquérito se referem a fatos ocorridos até 2015 e que não há evidências de que hoje os acusados estariam ameaçando a ordem pública, ou tentando ocultar provas e embaraçar a investigação.

 

A Primeira Turma Especializada doTRF-2 ainda vai julgar o mérito dos pedidos, que agora vão ser encaminhados para manifestação do Ministério Público Federal.

 

Os recursos, portanto, foram retirados da pauta desta quarta-feira (27), como estava previsto,  já que Athié decidiu sozinho sobre os pedidos. 

 

O Ministério Público Federal informou que vai recorrer da decisão liminar. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique