Ouvidoria vai receber sugestões sobre reestruturação de hospitais federais no Rio

03:19 Geral, Notícias 19/03/2019 - 17h19 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

A ação integrada de Apoio aos hospitais federais no Rio de Janeiro vai criar um canal para receber contribuições de servidores e cidadãos que queiram auxiliar no processo de reestruturação das seis unidades do Estado.

 

A informação foi divulgada pela secretária de Modernização do Estado, ligada à Secretaria Geral da Presidência da República, Márcia Amorim.

 

A previsão é que até a próxima sexta-feira (22) um link seja disponibilizado nos sites dos seis hospitais e também nos portais da Controladoria Geral da União e da Presidência da República para receber sugestões, reclamações.

 

A ação tem a parceria da CGU e prevê ainda uma ouvidoria presencial.

 

Ouvidores locais serão treinados e  também haverá divulgação dos canais aos usuários e  potenciais interessados.

 

O projeto de Ação Integrada de Apoio às unidades federais do Rio, iniciado no último dia 23 de janeiro, deve encerrar as fases de diagnóstico e planejamento até o próximo dia 10 de abril, na marca dos 100 dias da gestão do presidente Jair Bolsonaro.

 

Além da ouvidoria, o projeto espera entregar também até essa data o programa de telemedicina.

 

Casos de maior complexidade serão discutidos e compartilhados com especialistas de cinco hospitais de excelência no país. 


A secretária de Modernização,  Márcia Amorim, ressalta que o trabalho quer assegurar que os recursos públicos sejam aplicados adequadamente e  otimizados para gerar melhor atendimento e recuperar a excelência desses hospitais.

 

Amorim reconhece, no entanto, que a tarefa não é fácil.

 

No diagnóstico que está em fase de conclusão foi identificada a necessidade imediata de revisão dos processos de compras de suprimentos dos Hospitais e também  a adequação da equipe de trabalho das unidades, além de ações de infraestrutura. 

 

Marcelo Lambertti, diretor do DGH, Departamento de Gestão Hospitalar, que coordena as seis unidades federais no Rio, afirma que a percepção de melhora do atendimento das unidade deve ser gradativa, com o avançar das fases do projeto. 

 

A rede federal do Rio de Janeiro conta com mais de 1,6 mil leitos em seis hospitais federais.

 

O custeio de todas essas unidades chega a mais de  R$ 2 bilhões por ano.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique