Cariocas celebram o dia de São Jorge

02:47 Geral, Notícias 23/04/2019 - 12h37 Rio de Janeiro Embed

Raquel Júnia

As histórias são de fé, graças alcançadas e agradecimento a São Jorge.

 

O feriado estadual no Rio foi de celebrações em duas igrejas católicas que levam o nome do santo guerreiro, no centro, e em Quintino, na zona norte da cidade.


A enfermeira Andressa Pinto e o professor de educação física Bruno Amaral são namorados e entre todas as afinidades, está a devoção ao santo.


Os dois, vestidos com camisetas com os dizeres ‘Salve Jorge’, assistiam à missa campal no centro da cidade.


A festa deste 23 de abril demonstrou também o respeito à diversidade e a necessária convivência entre os credos e religiões.


Ao lado da longa fila formada pelos católicos para entrada na igreja, religiosos de matriz africana abençoavam os fiéis com arruda e outras ervas e homenageava o santo que para eles é Ogum ou Oxóssi.


Não faltou quem participasse das duas filas.

 

O sacerdote Silvio Oxóssi conta que veio da Bahia para as celebrações.

 

E houve, também, quem honrou o fato de ser xará do santo.

 

O aposentado Jorge Ferreira saiu de Duque de Caxias para mais uma vez agradecer a cura de um câncer e pediu bençãos até para a reportagem.

 

Milhares de fiéis participaram das celebrações, de hora em hora, durante esta terça-feira (23). O santo mais popular do Rio pode, agora, virar padroeiro do estado.

 

A proposta já aprovada pela Assembleia Legislativa aguarda sanção do governador Wilson Witzel.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique