Comandante dos Bombeiros diz que resgates na Muzema podem terminar hoje

02:21 Geral, Notícias 17/04/2019 - 08h41 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

As buscas por vítimas do desabamento de dois edifícios na comunidade da Muzema, no Itanhangá, na zona oeste do Rio de Janeiro, entraram no sexto dia, nessa quarta-feira (17).

 

As equipes de resgate trabalham com a possibilidade de que oito pessoas ainda estejam desaparecidas sob os escombros, de acordo com as informações obtidas com parentes das vítimas e moradores da área do desmoronamento.

 

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, o trabalho de busca está bastante adiantado. Ele disse que há possibilidade de o resgate das vítimas ser concluído nesta quarta-feira.

 

As equipes de resgate trabalham 24 horas, em regime de revezamento. Mais de 100 militares participam da operação, que também conta com o apoio de cães farejadores, drones, helicópteros, ambulâncias e veículos de recolhimento de cadáveres.

 

O coronel Robadey não descartou a possibilidade de serem encontrados sobreviventes, apesar de já ter se passado quase uma semana desde o momento do desmoronamento, ocorrido no início da manhã da última sexta-feira (12).

 

Nessa terça feira (16), os bombeiros localizaram mais cinco corpos sob os escombros.

 

As vítima são Ana Flávia Pereira, de 35 anos, e seu filho Fábio Augusto, de 2 anos, além de outras duas mulheres e uma criança que ainda não foram identificadas. Com isso, subiu para 16 o número de morto confirmados na tragédia, sendo oito mulheres, três homens e cinco crianças.

 

Das 24 pessoas resgatadas até o início da manhã desta quarta, 14 já foram retiradas mortas dos escombros e dez ainda com vida, destas últimas duas não resistiram e morreram nos hospitais, quatro permanecem internadas e outras quatro tiveram alta.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique