Mais de duas mil famílias podem ser atingidas pela cheia em Manaus este ano

01:50 Geral, Notícias 22/04/2019 - 20h05 Brasília Embed

Bianca Paiva

A operação preventiva “SOS Enchente 2019”, em Manaus, identificou 2.271 famílias em 15 bairros passíveis de alagação.

 

Além disso, a equipe formada por 90 servidores municipais finalizou os trabalhos de vistoria nas estruturas das moradias, monitoramento de doenças hídricas e descarte de lixo nas áreas que podem ser afetadas pelo fenômeno.

 

O primeiro alerta de cheia do CPRM, o Serviço Geológico do Brasil, indica que o rio Negro pode alcançar até 29,19 metros. A cota máxima já registrada foi de 29,97 metros em 2012.

 

Segundo Conceição Sampaio, secretária da Semasc, Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania, a capital amazonense está preparada para a subida das águas.

 

Sonora: “A determinação do prefeito Arthur Neto é a de que façamos trabalhos preventivos. Quando temos um diagnóstico antecipado, nós sabemos quais são as ações que vamos precisar executar, portanto 15 bairros foram visitados e, se as águas continuarem subindo e atingirem a cota estipulada, a prefeitura estará preparada para agir.”

 

As famílias que vivem em residências com risco de alagação poderão receber auxílio-aluguel no valor de R$ 600, além de cesta básica, rede, colchão e lençol.

 

De acordo com a prefeitura de Manaus, o benefício só é liberado após o município decretar estado de emergência, o que só ocorre após o nível do rio ultrapassar os 29 metros.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique