Roraima quer reforçar ações de prevenção à difteria, após aumento de casos na Venezuela

01:41 Geral, Notícias 03/05/2019 - 09h03 Brasília Embed

Juliana Cézar Nunes

O governo de Roraima solicitou esta semana ao Ministério da Saúde a realização de um plano de contingência contra um possível surto de difteria no estado.

 

O pedido é baseado em um alerta internacional de aumento no número de casos na Venezuela. Só o estado de Bolívar já teria registrado 400 casos. 

 

Ainda não existem notificações na fronteira, mas a preocupação é decorrente da contínua migração de venezuelanos para o Brasil, principalmente via Pacaraima e Boa Vista, em Roraima.

 

O Ministério da Saúde afirma que está atento ao problema e já iniciou os estudos sobre um possível plano de contingência.

 

O Brasil, desde a década de 90, apresentou importante redução na incidência dos casos, após a ampliação das coberturas vacinais. 

 

A difteria é uma doença causada por uma bactéria que se instala nas amídalas, faringe, laringe e nariz, provocando dificuldade de respiração. A doença pode ser transmitida pelo contato direto, por gotículas eliminadas pela tosse, espirro e ao falar.

 

O principal sintoma é o aparecimento de membranas acinzentadas nas amídalas, além de tosse rouca, febre, dor de garganta, mal-estar, nariz escorrendo e gânglios inflamados.

 

O tratamento da difteria é feito com soro específico, que deve ser ministrado em unidade hospitalar. O uso do antibiótico ocorre nos casos mais graves. Mas a vacinação ainda é o principal meio de controle e prevenção da doença. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique