Brumadinho: análises mostram que rio Paraopeba pode ser recuperado

01:29 Geral, Notícias 06/06/2019 - 15h05 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

O rio Paraopeba, afetado pelo rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, no interior de Minas Gerais, poderá ser recuperado. É o que diz o resultado de uma análise feita pela mineradora e pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas, o Igam.

 

O estudo mostra que alguns pontos do rio Paraopeba começaram a voltar a sua condição original, observada antes da tragédia, que deixou mais de 200 mortos, em janeiro deste ano.

 

Ainda de acordo com a Vale, uma das certezas de que o rio pode ser recuperado veio dos testes de ecotoxicologia, que medem os efeitos dos elementos químicos em organismos sensíveis a alterações ambientais.

 

As análises mostram que a toxicidade crônica em seres vivos, na água, ficou restrita à região do rompimento e aos primeiros 40 quilômetros do Paraopeba.

 

Além disso, foram verificadas reduções nas concentrações dos metais na água, nos últimos meses.

 

Desde o fim de março, o Igam não detecta níveis de mercúrio e chumbo acima dos limites legais nas águas do Paraopebas. A presença desses metais pesados foi o que levou a proibição da captação direta e uso da água do rio, medida que ainda é mantida de forma preventiva.

 

Ainda de acordo com a Vale, os sedimentos chegaram a pouco mais de 300 quilômetros de distância da barragem e não atingiram rio São Francisco.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique