CFM e ABP pedem cancelamento de consulta da Anvisa sobre uso medicinal da maconha

01:34 Geral, Notícias 16/06/2019 - 12h08 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) divulgaram uma nota conjunta pedindo o cancelamento de uma audiência pública convocada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para discutir a liberação do plantio da maconha, para fins medicinais no Brasil.

 

Segundo a nota, a possibilidade de liberação do cultivo e processamento da droga é equivocada e traz riscos à saúde pública. A nota argumenta que a decisão não leva em consideração que não existem estudos comprovando a efetividade e a segurança do o uso da maconha in natura.

 

Na última terça-feira (11), a Anvisa aprovou duas propostas que dão início à regulamentação do cultivo da maconha no Brasil para fins medicinais e científicos.

 

Para que as propostas sigam em frente, elas precisam ser submetidas a audiências e consultas públicas.

 

Segundo a proposta, o plantio seria restrito a empresas supervisionadas pela Anvisa, a comercialização seria feita obrigatoriamente por laboratórios farmacêuticos.

 

A maconha com fins medicinais é usada no tratamento de doenças como epilepsia, esclerose múltipla, câncer e Parkinson.

 

No Brasil, apenas um medicamento a base de cannabis foi registrado pela Anvisa, mas o produto é importado. Na internet, o medicamento está sendo vendido por mais de R$ 3 mil.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique