Morre Guida, a guerreira elefanta asiática que morava em um santuário na Chapada dos Guimarães

02:25 Geral, Notícias 26/06/2019 - 22h15 Brasília Embed

Graziele Bezerra

Uma equipe da Universidade Federal de Mato Grosso investiga as causas da morte da elefanta Guida, moradora do Santuário de Elefantes de Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso, o único santuário da espécie na América Latina.

 

Guida morreu na segunda-feira (24). Ela foi encontrada pela equipe do santuário, muito fraca, presa em uma trilha estreita, sem conseguir movimentar as patas.

 

Uma retroescavadeira foi usada para levá-la para um local mais aberto. Os veterinários aplicaram soro, mas, após algum tempo, sua respiração começou a oscilar, até que simplesmente parou de respirar.

 

Um relato emocionado nas redes socais do santuário diz que Guida se foi silenciosamente e em paz e deixou saudades, não só aos cuidadores. Desde a morte de Guida, a elefanta Maia não saiu do lado da amiga.

 

Daniel Moura, biólogo e diretor do Santuário fala sobre a ligação das duas.

 

Daniel Moura diz, ainda, que a intenção da ONG e trazer novos habitantes para o santuário.

 

Guida chegou ao santuário em outubro de 2016, acompanhada de Maia. As duas elefantas, da espécie asiática, foram resgatas em fazenda de propriedade de um circo, em Paraguaçu, Minas Gerais.

 

Maia, agora, terá a companhia da elefanta Rana, que chegou no final do ano passado ao santuário.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique