Governador prorroga estado de calamidade financeira de Mato Grosso

01:40 Geral, Notícias 18/07/2019 - 15h30 Brasília Embed

Sayonara Moreno

O estado de calamidade financeira em Mato Grosso foi prorrogado por mais quatro meses. O governador Mauro Mendes alega ter recebido o governo do Estado com dívidas bilionárias.

 

Mato Grosso está em situação de calamidade financeira desde janeiro. Um novo decreto prorroga a medida até novembro.

 

O governo do Estado informa que nem o esforço realizado no primeiro semestre foi suficiente para reequilibrar as contas.

 

O governo relata que diminuiu valores de contratos, renegociou dívidas para manter os serviços, enxugou cargos comissionados e contratados.

 

Mas o estado ainda deve a prestadores de serviços essenciais, como o Samu, além da locação de viaturas policiais e materiais básicos para a manutenção das escolas públicas.

 

O novo decreto aponta um déficit maior que R$ 800 milhões, somente de janeiro a junho deste ano. Até o fim de 2019, a previsão é de mais um saldo negativo superior a R$ 2 bilhões.

 

Ao manter o estado de calamidade, o governador cita que o Mato Grosso não recebeu, do governo federal, o Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações, o FEX, relativo a 2018. E o de 2019 também não tem previsão para ser pago.

 

O decreto publicado nesta semana mantém o arrocho que vem sendo imposto desde o incio do ano, como economia com despesas de serviços de telefonia, energia elétrica, água e limpeza.

 

O texto também determina que o governo mantenha suspenso o pagamento de horas extras, exceto para as atividades de segurança pública e saúde, caso justificado.

 

Investimentos nas áreas essenciais, como a folha de pagamento e os repasses à segurança, saúde, educação e assistência social ao cidadão serão priorizados.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique