Justiça mantém condenação de Nenê Constantino a 12 anos de prisão

00:54 Geral, Notícias 19/07/2019 - 19h27 Brasília Embed

Kariane Costa

A Justiça negou recurso do empresário e ex-proprietário da Gol Linhas Aéreas, conhecido como Nenê Constatino, e manteve a condenação dele a 12 anos de prisão por homicídio.

 

A decisão da quinta turma do Tribunal de Justiça do Distrito Federal foi por unanimidade.

 

O empresário de 86 anos e outros dois acusados foram condenados por contratarem um menor de idade para executar duas pessoas que ocupavam irregularmente um imóvel de propriedade de Constantino.

 

Uma das vítimas conseguiu sobreviver.

 

Ele e outro réu foram condenados pela prática do crime de homicídio qualificado por motivo torpe. Já um terceiro réu, o autor do crime, foi condenado a 15 anos.

 

Até o fechamento desta reportagem, não conseguimos contanto coma defesa de Nenê Constatino.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique