Prefeitura de SP faz acordo com empresas para diminuir acidentes com motoboys

02:14 Geral, Notícias 19/07/2019 - 11h24 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

A Prefeitura de São Paulo fechou nessa quinta-feira (18) um acordo com duas empresas de entrega por aplicativo para tentar reduzir o número de acidentes com motociclistas.

 

Com o acordo, as empresas iFood e Loggi vão parar de bonificar os motoboys, por número de entregas.

 

Pelos cálculos da prefeitura, o número de mortes envolvendo motociclistas aumentou quase 20% no ano passado e isso estaria ligado ao crescimento do uso de aplicativos de entrega.

 

Segundo o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, as negociações começaram há seis meses e envolveram as quatro maiores empresas do setor. Apenas duas concordaram em fechar o acordo.

 

As empresas que ficaram de fora foram a Rappi e a Uber Eats.

 

Questionado sobre as ausências, o prefeito Bruno Covas, do PSDB, cobrou um posicionamento dos consumidores.

 

Além de acabar com os estímulos que levam os motoboys a aumentar a velocidade com as metas de entrega, as empresas que assinaram o acordo também estudam formas de bonificar os profissionais pelo respeito às leis de trânsito.

 

Há menos de duas semanas, um entregador da Rappi teve um AVC – Acidente Vascular Cerebral - enquanto trabalhava para o aplicativo e acabou morrendo por falta de socorro.

 

A bonificação por número de entregas é proibida em todo o país, desde 2011. A cidade de São Paulo conta com uma frota de mais de 60 mil motoboys.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique