Servidores do governo do DF são exonerados por suspeita de fraude em licitações

01:18 Geral, Notícias 16/07/2019 - 12h34 Brasília Embed

Évelyn Cabral

Vinte e dois servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal foram exonerados após suspeita de fraude processual que teria beneficiado a empresa BRA Serviços Administrativos, vencedora da licitação para prestar serviços de manutenção e limpeza das unidades de atendimento da secretaria.

 

De acordo com a denúncia, a empresa vencedora teria sido auxiliada por servidores para vencer o contrato.

 

Algumas demissões foram publicadas em edição suplementar do Diário Oficial do Distrito Federal, na noite dessa segunda-feira (15).

 

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal suspendeu os efeitos do contrato da Secretaria de Saúde e o procedimento de dispensa de licitação, em caráter liminar, até que seja verificado se houve fraude processual, direcionamento ilegal e favorecimento ilícito.

 

Após a decisão do tribunal, o governador Ibaneis Rocha autorizou a anulação do processo de licitação que contrataria a empresa BRA Serviços Administrativos.

 

A empresa vencedora seria responsável pela manutenção e limpeza de 14 hospitais públicos do Distrito Federal, 173 Unidades Básicas de Saúde e 31 policlínicas, além da sede da secretaria, no final da Asa Norte.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique